Os ecossistemas litorais apresentam-se, em geral e no contexto actual, muito degradados, em resultado das significativas pressões antrópicas a que se encontram sujeitos, fruto do facto de mais de 60% da população portuguesa se concentrar no litoral e de aí intensificar grande parte da actividade turística e de lazer que ocorre no nosso país.

Pese embora a maior parte das nossas espécies endémicas ocorram apenas na área litoral, a verdade é que estas e os seus habitats se encontram em estado de conservação desfavorável ou a carecer de intervenção.

Considerando a informação disponível, o FAPAS pretende focar sua intervenção:

 

- no mapeamento dos habitats mais susceptíveis e em estado de conservação desfavorável e na execução de propostas de intervenção para a sua salvaguarda, designadamente as depressões inter-dunares, os salgueirais de salgueiro-anão, as dunas cinzentas.

Duna litoral

 

- na execução de intervenções de restauro de dunas em áreas degradadas, particularmente vulneráveis aos fenómenos erosivos costeiros e à degradação por actividade humana.

Zona costeira